Ingresar

O capitalismo e o acordo de Cancún: faces de uma mesma crise

Fecha de publicación: 14 marzo, 2011

Entre 29 de novembro e 10 de dezembro de 2010 foi realizada em Cancún, México, a 16ª edição da Conferência das Partes da Convenção Marco das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP-16). As “partes”, nesse caso, são os 194 países
que assinaram e ratificaram tratados internacionais no âmbito da ONU obrigando-se a cooperar para combater as mudanças climáticas.

Compartilhamos o artigo “Capitalismo e o Acordo de Cancun: faces de uma mesma crise”, escrito pelo Miguel Borba de Sá e por mim, avaliando o Acordo da COP16 e suas implicações para nossas lutas. Esperamos que seja uma contribuição para um maior entendimento dos desafios colocados hoje, frente ao que se está chamando “Economia Verde”.

Fuente: Secretaría Grito Continental
Última modificación: 22 de marzo de 2011 a las 18:01
Hay 0 comentarios
For security reasons you need to type the text displayed in the following image <img src_="/captcha/image/683492bedfb44a67654c5dab38a14466c35723fc/" alt="captcha" class="captcha" /> <input type="hidden" name="captcha_0" value="683492bedfb44a67654c5dab38a14466c35723fc" /> <input type="text" name="captcha_1" />