Ingresar

Não podemos calar diante do grito dos oprimidos e violentados de cada dia

Fecha de publicación: 4 abril, 2017

O Grito dos Excluídos Continental vem a público para manifestar completa solidariedade com a família, amigos e professores da jovem estudante Maria Eduarda Alves da Conceição, morta a tiros, durante um confronte, entre policiais e traficantes, na quinta feira 30/03/2017, enquanto se encontrava dentro de sua instituição de ensino na localidade de Acari, em circunstâncias ainda não esclarecidas mas que refletem de forma cruel a escalada de violência que se abate sobre as comunidades de baixa renda no Estado do Rio, submetidas historicamente a duras condições de vida e onde o descaso dos serviços públicos, junto com a atual crise econômica, agravam ainda mais o quadro de violência social e institucional que reproduz as desigualdades e naturaliza uma 'guerra’ alimentada desde os círculos de interesses e poder, cujo fogo cruzado se cobra cada vez mais vidas inocentes.

Descarregar o pronunciamento completo embaixo, em PDF.

Última modificación: 4 de abril de 2017 a las 18:39
Hay 0 comentarios
For security reasons you need to type the text displayed in the following image <img src_="/captcha/image/e253527f7da574782d2ca043317e67cf11c881f1/" alt="captcha" class="captcha" /> <input type="hidden" name="captcha_0" value="e253527f7da574782d2ca043317e67cf11c881f1" /> <input type="text" name="captcha_1" />