Ingresar
Pleito eleitoral no Brasil

Movimentos sociais declaram apoio à Dilma em São Paulo

Fecha de publicación: 20 octubre, 2014

Durante plenária realizada na última sexta-feira (17), na sede do Sindicato dos Bancários, mais de vinte movimentos sociais e sindicais de diversos segmentos da luta popular do estado de São Paulo declararam apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff e convocaram todos os setores “democráticos, progressistas, populares e de esquerda do nosso estado e país a se engajarem nesta luta pela pátria, contra o retrocesso”. Segundo o manifesto assinado pelos movimentos, o candidato tucano Aécio Neves “é hoje o representante das elites, de interesses conservadores, machistas, homofóbicos e racistas, que querem perpetuar as situações de exclusão e injustiça social, da discriminação e do ódio contra os pobres. Portanto, esta candidatura representa a possibilidade de um retrocesso histórico para as lutas e conquistas sociais em nosso país”.

MANIFESTO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS EM SÃO PAULO

São Paulo, 17 de outubro de 2014

Nesta semana em que comemoramos o dia da criança, o dia do professor e o dia de luta pela soberania alimentar, nós, representantes dos Movimentos Sociais em São Paulo, manifestamos nossa posição com relação ao processo eleitoral que decidirá sobre quem deve ocupar o mandato na Presidência da República para os próximos quatro anos.

Temos a clareza que só a organização e a luta permanente de nosso povo contra as estruturas injustas desta sociedade poderão transformar, pela raiz, a situação de opressão, historicamente estabelecida, e construir um país justo, fraterno e igualitário.

Sabemos das limitações do atual governo em realizar mudanças estruturais, que superem as enormes desigualdades sociais em nosso país.

Estas desigualdades são fruto de um processo histórico, onde a maioria do povo brasileiro, em especial os mais pobres, os negros, as mulheres que vivem do seu trabalho, tiveram seus direitos negados pelas elites e pela maioria dos governantes.

Reconhecemos que os governos do Presidente Lula e da Presidenta Dilma avançaram em muitos pontos na direção da diminuição das desigualdades sociais, no combate à fome e à miséria, no aumento do salário, na melhoria na habitação e saúde, e nos investimentos na área da educação. Construíram uma forte solidariedade internacional que fortalece governos progressistas no mundo, estabelecendo relações de respeito sem submissão.

Temos a mais plena consciência que o candidato Aécio Neves é hoje o representante das elites, de interesses dos setores conservadores, machistas, homofóbicos e racistas, que querem perpetuar as situações de exclusão e injustiça social, da discriminação e do ódio contra os pobres. Portanto, esta candidatura representa a possibilidade de um retrocesso histórico para as lutas e conquistas sociais em nosso país.

Frente a este momento decisivo, não temos nenhuma dúvida em afirmar nosso apoio à candidatura da Presidenta Dilma e convocar todos os setores democráticos, progressistas, populares e de esquerda do nosso estado e país a se engajarem nesta luta pela pátria, contra o retrocesso.

Nossa pátria será cada vez mais livre com a valorização do trabalho de nosso povo trabalhador, com a soberania sobre nossos recursos naturais e com nossa firme determinação em não mais aceitarmos os mandos e desmandos das elites brasileiras, massificada entre o povo por meio de seus instrumentos ideológicos.

Assumimos aqui, novamente, o compromisso enquanto lutadores e lutadoras de nosso povo, de nos manter firmes e organizados, construindo pontos de unidade popular em luta pelo avanço e garantia dos direitos de todos/as.

Contra a ofensiva conservadora, venceremos o preconceito, o ódio e o retrocesso. Dilma será nossa Presidenta da República.

CAMI – Centro de Apoio ao Migrante

CEBS – Comunidades Eclesiais de Base

Centro Gaspar Garcia de Direitos humanos

CMP – Central de Movimentos Populares

Coletivo Nacional de Juventude Negra-Enegrecer

CONAM – Confederação Nacional das Associações de Moradores

FENET – Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico

FLM – Frente de Luta por Moradia

Levante Popular da Juventude

MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens

MMM – Marcha Mundial das Mulheres

MMPT – Movimento de Moradia para Todos

MMRC – Movimento de Moradia da Região Centro

Movimento das Pessoas com Deficiência

MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra

MTD – Movimentos dos Trabalhadores Desempregados

UBM – União Brasileira de Mulheres

UJR – União da Juventude Rebelião

UMM – União dos Movimentos de Moradia

UNE – União Nacional dos Estudantes

UNEGRO – União de Negros Pela Igualdade

Última modificación: 20 de octubre de 2014 a las 16:15
Hay 0 comentarios
For security reasons you need to type the text displayed in the following image <img src_="/captcha/image/7663f42d0da498eafafc74513db838a85fa5648e/" alt="captcha" class="captcha" /> <input type="hidden" name="captcha_0" value="7663f42d0da498eafafc74513db838a85fa5648e" /> <input type="text" name="captcha_1" />